Coreia apoia pequenos agricultores do centro de Moçambique com 4,8 ME

Coreia apoia pequenos agricultores do centro de Moçambique com 4,8 ME

A Agência de Cooperação Internacional da Coreia (KOICA) entregou ontem 5,7 milhões de dólares (4,83 milhões de euros) ao Programa Alimentar Mundial (PAM) para apoiar pequenos agricultores na província de Sofala, centro de Moçambique

O acordo de doação foi assinado hoje em Maputo e visa garantir segurança alimentar, meios de subsistência e resiliência climática na atividade rural, sustento da maioria da população moçambicana.

A doação vai permitir apoiar os agricultores “na recuperação dos efeitos negativos das mudanças climáticas” e “reduzir os impactos económicos da covid-19”, referiu Antonella D´Aprile, representante do PAM no país.

O projeto vai ser implementado com o Governo moçambicano a partir deste ano nos distritos de Chemba, Maringue e Caia, beneficiando cerca de 36 mil pequenos agricultores até 2025.

A província de Sofala tem sido uma das mais atingidas por fenómenos meteorológicos extremos, como os ciclones Idai (2019) e Eloise (2021) e diversas inundações.

″Os agricultores serão capazes de responder aos riscos das mudanças climáticas e garantir, desta forma, a segurança alimentar″, concluiu o embaixador da Coreia em Moçambique, Sung Jun Yeo.

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Related posts
MundoPolítica

Influente irmã de líder norte-coreano ameaça Seul com corte total de relações

MundoSociedade

Mudanças climáticas podem levar 216 milhões de pessoas a migrar

EconomiaGuiné-Bissau

Campanha de caju deste ano é das piores que ocorreram na Guiné-Bissau – agricultores

PolíticaPortugal

Portugal reafirma compromisso de continuar a apoiar Timor-Leste

Assine nossa Newsletter