As máscaras caem, mas as marcas ficam - Plataforma Media

As máscaras caem, mas as marcas ficam

O uso continuo das máscaras faciais foi, para alguns, sinónimo de doença de pele: a “Acne Maskne”. A partir do dia 12 de setembro o uso da máscara, na rua, deixa de ser obrigatório, mas e quem ficou com a pele marcada, o que pode fazer e como vai lidar com esse problema?

A “Acne Maskne” pode ser algo muito desagradável e que causa grande transtorno. Uma realidade que voltou a fazer parte do dia a dia de algumas pessoas aquando do uso da máscara de proteção contra a covid-19.

se a obrigatoriedade de uso no exterior vai cair já na próxima segunda-feira, 12 de setembro, para os portugueses, tal não se aplica a todos: para os que ficaram com sequelas ainda não atingem a libertação na próxima semana. Terão de lidar com os efeitos provocados pelas medidas de proteção à covid-19 ainda por muito tempo.

É nessa situação que se encontra Ana Costa, de 25 anos, que se sentiu a regressar à adolescência em plena pandemia. “O meu caso foi muito severo e ainda continuo em tratamento. Desde que comecei a utilizar a máscara com mais frequência, tinha dias que estava quase oito horas com ela. Em janeiro, surgiu-me acne espalhado pelo rosto, mais especificamente na zona onde a máscara assentava”, adiantou. “Foi muito complicado, porque fiquei com o rosto muito degradado, tive um período em que não conseguia sair de casa sem pôr maquilhagem, era simplesmente impensável, tinha que esconder a pele. Foi um golpe duro na minha autoestima”, confessou.

Ana referiu ainda que este não foi um processo fácil e que teve consequências. “Nem durante a adolescência tive tanta acne, fiquei bastante mal.

Leia mais em Delas

Related posts
PortugalSociedade

Uso de máscara obrigatório em instituições de ensino superior

ChinaPortugal

Concorrência asiática põe em risco máscaras 'made' in Portugal

BrasilPolítica

Saúde distribui máscaras impróprias a profissionais na linha de frente da Covid-19 no Brasil

AngolaSociedade

Venda de máscaras cirúrgicas atrai jovens

Assine nossa Newsletter