Campanha eleitoral em Macau morna e sem novidades - Plataforma Media

Campanha eleitoral em Macau morna e sem novidades

O período de campanha eleitoral para as eleições legislativas termina esta sexta-feira. Analistas consideram que os candidatos não trouxeram novos temas para a praça pública e que, num sistema político onde o Executivo domina, é difícil implementar ideias. Perante a desqualificação de deputados, torna-se difícil prever a composição da Assembleia Legislativa

Mais habitação, mais apoios sociais e financeiros para combater os efeitos nefastos na economia devido à pandemia da covid-19, um melhor sistema de trânsito e o modelo de gestão do novo hospital das ilhas. Estes têm sido os temas mais marcantes de uma campanha eleitoral que arrancou a 28 de Agosto e termina esta sexta-feira. Analistas ouvidos pelo HM defendem que os programas eleitorais das 14 listas candidatas revelaram-se pouco inovadores em termos de ideias para o território.

“Ouvi apenas o programa de duas listas, na rádio, que não falava de outra coisa a não ser do aumento dos subsídios. Portanto, pode ser um tema interessante entre os candidatos, que puxam o seu eleitorado pelos cifrões”, ironizou Leonel Alves, advogado e antigo deputado da Assembleia Legislativa (AL) durante 33 anos.

No entanto, o causídico alerta para o facto de os deputados terem pouca margem de manobra para mudar algo nesta área. “A Lei Básica diz-nos que tudo o que esteja relacionado com encargos financeiros e despesa pública depende da proposta do Chefe do Executivo. Portanto, quanto muito, um deputado pode fazer certas reivindicações. Parece que agora é geral usar este argumento do aumento dos subsídios para congregar votos.”

Leia mais em Hoje Macau

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Related posts
MacauPolítica

Assembleia Legislativa “distante da opinião pública”

MacauPolítica

Eleições legislativas em Macau: Votar ou não?

MacauPolítica

Eleições: CAEAL alerta para a publicidade nas redes sociais

MacauPolítica

Ho Iat Seng define o que é ser patriota e garante independência

Assine nossa Newsletter