Cerca de 30% de negócios de turismo e restauração fechou portas

Cerca de 30% de negócios de turismo e restauração fechou portas

Desde o início do ano que 30 por cento dos negócios virados para o turismo, como venda de lembranças ou de restauração fechou desapareceu. O número foi apresentado por Aeson Lei, presidente da Associação de Qualidade Verde Marca, durante um simpósio no domingo, para Pequenas e Médias Empresas

De acordo com declarações prestadas ao Jornal Cheng Pou, Aeson Lei mostrou-se muito preocupado porque os cerca de 30% de negócios de turismo que fecharam portas foram quase todos uma consequência de degradação da situação económica imposta pela pandemia da covid-19 e pelas restrições de circulação.

Alguns dos negócios de restauração que fecharam portas, Lei explicou, que também as plataformas de distribuição de comida fizeram com que a situação dos restaurantes se degradasse, através da cobrança de comissões muito elevadas.

Para o panorama “negro” contribui ainda a redução do poder de compra não só dos residentes, que é cada vez mais acentuada, mas também dos turistas, que gastam menos do que em anos anteriores. O responsável da associação explicou ainda que os alimentos que chegam a Macau, e produtos relacionados, estão mais caros, o que tem reduzido as margens de lucro praticadas.

Sobre as dificuldades acrescidas no consumo, Aeson Lei exemplificou ainda que o cartão de consumo electrónico e a distribuição de vales electrónicos tem um impacto mais limitado do que no ano passado porque “as pessoas estão mais cautelosas na forma como gastam o dinheiro”.

Mais regulação e apoio

Face à crise económica, além dos cerca de 30% de negócios de turismo e restauração que fecharam portas, o presidente da Associação de Qualidade Verde Marca sublinhou que são muitas as empresas a lutar pela sobrevivência e pediu que o Governo lance medidas de apoio a curto, médio e longo prazo a pensar nas Pequenas e Médias Empresas.

Leia mais em Hoje Macau

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Related posts
MundoPolítica

EUA comprometem-se a doar mais 500 milhões de vacinas a países mais pobres

MundoSociedade

Covid matou mais nos EUA do que a gripe espanhola

Futuro

Turistas espaciais americanos passam primeiro dia em órbita

EconomiaMacau

Falta plano a longo prazo para turismo inteligente

Assine nossa Newsletter