Tablet esquecido revela segredos de um grupo mercenário russo na Líbia - Plataforma Media

Tablet esquecido revela segredos de um grupo mercenário russo na Líbia

Um tablet esquecido por um soldado foi o suficiente para desvendar o lado obscuro das operações do grupo mercenário russo Wagner na guerra civil da Líbia, que inclui ligações com crimes de guerra e ao exército da Rússia, que nega qualquer envolvimento com este grupo militarizado privado.

As revelações, publicadas numa nova investigação da BBC, surgem depois de um soldado ter deixado um tablet Samsung para trás, expondo o papel principal do grupo, assim como nomes de código de soldados rastreáveis, e após conversas da cadeia de televisão britânica com dois ex-combatentes.

A BBC teve acesso a uma “lista de compras” de equipamentos militares de última geração que, segundo especialistas, só poderiam ter sido fornecidos pelo exército russo, mas a Rússia nega qualquer ligação com o grupo Wagner.

O grupo foi identificado pela primeira vez em 2014, quando apoiava os separatistas pró-russos no conflito no leste da Ucrânia. Desde então, esteve envolvido em regiões como Síria, Moçambique, Sudão e República Centro-Africana.

Leia mais em Jornal de Notícias

Assine nossa Newsletter