Gigante chinês Alibaba despede gestor por suspeita de agressão sexual a funcionária - Plataforma Media

Gigante chinês Alibaba despede gestor por suspeita de agressão sexual a funcionária

O gigante chinês do comércio eletrónico Alibaba disse, esta segunda-feira, que despediu um gestor acusado de agressão sexual e prometeu fortalecer a política contra o assédio, depois de uma funcionária ter acusado a empresa de suprimir a sua denúncia.

A funcionária, não identificada, tornou público este fim de semana a alegada agressão sexual por um gestor e um cliente durante uma viagem de negócios, de acordo com a imprensa estatal. Segundo ela, foi forçada a beber álcool e o gestor agrediu-a sexualmente num quarto de hotel. A funcionário contou ainda ter sido alvo de abusos por parte do cliente, mas que o gestor ignorou.

A funcionária disse que a empresa não levou o assunto a sério após ter denunciado a agressão e que foi informada de que o suspeito não seria demitido da empresa, segundo o seu relato.

Em comunicado, o chefe executivo do Alibaba, Daniel Zhang, disse, esta segunda-feira,que o agressor acusado – que trabalha na unidade de negócios Retalho da Vizinhança – confessou ter tido “atos íntimos” com a funcionária enquanto ela estava embriagada. Zhang disse que o gestor foi demitido por violar gravemente a política da empresa. O seu nome não foi identificado.

Leia mais em Jornal de Notícias

Related posts
ChinaEconomia

China planeia desmantelar Alipay

ChinaEconomia

Fundos de capital de risco na Grande Baía

ChinaFuturo

Pequim lança ataque público às gigantes de tecnologia

China

China anuncia nova ronda de multas às gigantes de tecnologia do país

Assine nossa Newsletter