Assinalado o primeiro aniversário da promulgação da lei de segurança nacional em Hong Kong - Plataforma Media

Assinalado o primeiro aniversário da promulgação da lei de segurança nacional em Hong Kong

Um simpósio assinalou o primeiro aniversário da promulgação da Lei sobre a Salvaguarda da Segurança Nacional na Região Administrativa Especial de Hong Kong (RAEHK) em Pequim, esta sexta-feira.

Xia Baolong, vice-presidente do Comité Nacional da Conferência Consultiva Política Popular Chinesa e chefe do Gabinete para os Assuntos de Hong Kong e Macau do Conselho de Estado, fez um discurso no simpósio.

Xia salientou a importância de um discurso de Xi Jinping, secretário geral do Comité Central do Partido Comunista da China (CPC), na cerimónia do centenário do Partido Comunista Chinês (PCC), que reitera a posição firme de implementar plena e fielmente o princípio “um país, dois sistemas” e sublinha a jurisdição global do governo central sobre as regiões administrativas especiais (RAE) de Hong Kong e Macau e a implementação dos sistemas jurídicos e mecanismos de aplicação da lei para as mesmas.

Também considerou que as observações de Xi Jinping são de profundo significado para a implementação estável e sustentada de “um país, dois sistemas” sob novas circunstâncias, e para a manutenção de prosperidade e estabilidade duradouras em Hong Kong e Macau.

A promulgação e aplicação da lei de segurança nacional inverteram o caos em Hong Kong de uma só vez, atingindo um importante ponto de viragem e servindo como um marco importante na implementação de “um país, dois sistemas”, disse Xia.

“A RAEHK tem vindo a cumprir inabalavelmente o seu dever constitucional de salvaguardar a segurança nacional e não poupou esforços para construir um muro de ferro para a segurança nacional. Sendo vigorosamente aplicada, a lei de segurança nacional tem funcionado como uma salvaguarda para a prosperidade e estabilidade de Hong Kong”, afirmou.

O chefe do Gabinete para os Assuntos de Hong Kong e Macau do Conselho de Estado acredita que a cidade de Hong Kong, efetivamente salvaguardada pela lei, tem um papel importante a desempenhar à medida que a nação chinesa se empenha em alcançar o seu rejuvenescimento.

Sublinhando a implementação rigorosa do princípio dos “patriotas que administram Hong Kong”, exigiu esforços resolutos para excluir as forças contra a China da estrutura administrativa das Regiões Administrativas Especiais.

Também apelou a esforços no sentido de eleger patriotas firmes com um elevado calibre de capacidades administrativas.

O alto funcionário disse que esse pessoal deveria ser competente na prática plena e precisa de “um país, dois sistemas” em Hong Kong, resolvendo tensões e problemas com que se depara o desenvolvimento da região, servindo o público com ações práticas, reunindo e unindo todos os setores para o desenvolvimento de Hong Kong, e trabalhando diligentemente com um sentido de responsabilidade.

Peritos e académicos presentes no simpósio elogiaram os progressos realizados desde a promulgação da lei de segurança nacional, apelando a esforços contínuos para fazer cumprir, estudar e promover a lei, continuar a implementar “patriotas que administrem Hong Kong”, e assegurar a implementação firme e sustentada de “um país, dois sistemas”.

O simpósio foi organizado pela Associação Chinesa de Estudos de Hong Kong e Macau, e contou com a participação de mais de 300 pessoas, incluindo chefes das autoridades centrais, funcionários relevantes dos governos de Hong Kong e Macau, incluindo a Chefe do Executivo da RAEHK, Carrie Lam, e o Chefe do Executivo da RAEM, Ho Iat Seng, figuras públicas, peritos e académicos do continente, da RAEHK e da RAEM.

Funcionários, peritos e académicos de Hong Kong e Macau participaram no evento através de ligação vídeo

Related posts
ChinaHong Kong

Jornal Apple Daily diz que liberdade de imprensa em Hong Kong "está por um fio"

Hong KongPolítica

Polícia de Hong Kong detém responsáveis de jornal por conspiração com forças estrangeiras

MacauPolítica

É preciso ampliar lei da segurança nacional em Macau porque ainda é limitada, diz especialista

Hong KongPolítica

Portal HKChronicles foi bloqueado pelas autoridades de Hong Kong

Assine nossa Newsletter