Voto de confiança para coalização anti-Netanyahu em Israel aproxima-se

Voto de confiança para coalização anti-Netanyahu em Israel aproxima-se

O voto de confiança do Parlamento israelita ao novo governo, que põe fim ao mandato de Benjamin Netanyahu, poderá ocorrer na próxima quarta-feira ou na segunda-feira seguinte, de acordo com a imprensa israelita, após anúncio prévio do presidente do Knesset em sessão plenária

O chefe do Parlamento israelita, Yariv Levin, próximo de Netanyahu, indicou na noite de sexta-feira que apresentará oficialmente na segunda-feira, em sessão plenária, a formação de um governo pelo chefe da oposição, o centrista Yaïr Lapid.

Este anúncio formal desencadeará o processo que dará aos 120 deputados do Knesset a possibilidade de votar a favor ou contra a confiança no governo heteróclita formado por Lapid com dois partidos de esquerda, dois de centro, três de direita (incluindo o Yamina, da direita radical nacionalista religiosa) e a formação árabe islâmica Raam.

Esses oito partidos são opostos em quase tudo, exceto na vontade de remover Netanyahu do poder. Segundo o acordo de coalizão, o chefe de Yamina, Naftali Bennett, chefiaria o novo governo por dois anos e depois deixaria seu lugar para Yaïr Lapid.

Após a formação no limite do prazo na quarta-feira à noite desta coalizão anti-Netanyahu, surgiram temores sobre a possibilidade de que Levin, membro do Likud, partido no poder do primeiro-ministro (à direita), adie a convocação para uma votação, na esperança de que alguns parlamentares mudem de ideia sob pressão de Netanyahu.

Nos últimos dias, os apoiadores do primeiro-ministro, julgado por “corrupção” em três casos, algo sem precedentes para um chefe de governo em exercício em Israel, organizaram manifestações em frente à casa de Nir Orbach, membro do Yamina, que afirmou a Bennett não ter certeza se irá apoiar tal aliança.

Se Orbach votar contra a coalizão, esta não alcançaria a maioria necessária (61 deputados em 120), provavelmente levando a uma quinta eleição em pouco menos de dois anos.

Related posts
Mundo

Autoridade Palestina anula acordo de vacinas anticovid com Israel

MundoSociedade

Israel realiza novos bombardeios na Faixa de Gaza

MundoPolítica

Israel e Hamas trocam agressões pela primeira vez desde trégua em Gaza

BrasilPolítica

Bolsonaro despede-se do "amigo" Netanyahu e promete permanecer ao lado de Israel

Assine nossa Newsletter