Mikhail Gorbachev completa 90 anos em "quarentena" pela pandemia - Plataforma Media

Mikhail Gorbachev completa 90 anos em “quarentena” pela pandemia

O último presidente da União Soviética, Mikhail Gorbachev, um dos responsáveis pelo fim da Guerra Fria, completa 90 anos nesta terça-feira (2), data que celebrou em “quarentena” em um hospital devido à pandemia.

“Está em quarentena em um hospital enquanto durar a pandemia”, disse à AFP Vladimir Poliakov, porta-voz da Fundação Gorbachev.

“Está cansado de tudo isto, como todos nós”, completou, em referência às restrições em vigor devido ao coronavírus.

O ex-governante recebeu mensagens de felicitações de todo o mundo, incluindo o presidente americano Joe Biden, a chanceler alemã, Angela Merkel, e do chefe de Estado russo Vladimir Putin.

“Você pertence a um grupo de pessoas extraordinárias, de homens de Estado notáveis da era moderna que influenciaram de maneira significativa o curso da história nacional e mundial”, afirmou Putin em uma mensagem a Gorbachev, com quem já teve muitas divergências.

Gorbachev celebrará seu aniversário com parentes e poucos amigos, respeitando as medidas de higiene e distanciamento necessárias e em muitos casos com videoconferências.

Ele continua trabalhando no hospital, edita livros e artigos, segundo o porta-voz.

Gorbachev recebeu em 1990 o prêmio Nobel da Paz por “ter acabado pacificamente com a Guerra Fria”.

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Related posts
Política

Elogios (e críticas) fúnebres a ex-líder soviético Gorbachev

PolíticaPortugal

PCP critica Gorbachev: comprometeu a "segurança na Europa e a paz no mundo"

Política

Morreu Gorbachev, o último líder da União Soviética

Assine nossa Newsletter