E se o seu livro favorito chegasse por Uber Eats? - Plataforma Media

E se o seu livro favorito chegasse por Uber Eats?

Fnac quer posicionar livros como bens essenciais, tal como sucedeu em França, garantindo que livrarias físicas não encerram portas durante o confinamento.

Com o novo confinamento, num mês as vendas de livros nas lojas Fnac caíram 60% e nem o online conseguiu aliviar as perdas. Em fevereiro a cadeia abriu loja no Uber Eats, com entregas em casa em 30 minutos.

“No mês de janeiro, com a proibição da venda de livros, a quebra nas lojas Fnac desta categoria foi cerca de 60%. Mesmo com o online a compensar, de algum forma, essas perdas, no primeiro mês do ano totalizámos com um decréscimo de 30%”, adianta fonte oficial da cadeia ao Dinheiro Vivo.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Artigos relacionados
ChinaCultura

Publicados livros sobre estudos e prática de pensamento econômico de Xi Jinping

ChinaCultura

Suoying diz ter aprendido com tradução de relatos de missionários

CulturaSociedade

'Netflix dos livros' disponibiliza 30 mil obras digitais e games para incentivar leitura

CulturaMundo

Novo livro de Tracey Graves retrata romance de uma jovem com autismo

Assine nossa Newsletter