Projecto diamantífero do Mulepe reforça estratégias da indústria de diamantes - Plataforma Media

Projecto diamantífero do Mulepe reforça estratégias da indústria de diamantes

Um investimento de 150 milhões de dólares, resultante da parceria entre a Gemcorp e a Endiama, prevê, ainda este ano, assegurar uma oferta de mais três milhões de toneladas/ano de kimberlitos para o país na fase plena de produção, por via da exploração da mina do Mulepe, na província da Lunda-Norte.

Segundo dados do projecto, na fase piloto de implementação, estima-se a geração de 140 postos de trabalho, mas que se alargara aos milhares quando iniciar a efectiva produção, priorizando a mão-de-obra local.A Gemcorp, um grupo de trading e investimento em mercados emergentes, e a Endiama Mining, Limitada, uma subsidiária Empresa Pública de Diamantes, assinaram, em Dezembro passado um acordo para a criação de uma parceria que visa dinamizar o potencial diamantífero do depósito do Mulepe, situado na Lunda-Norte.O Mulepe, que contém dpósitos aluviais e kimberlitos significativos, é um projecto estratégico, cujo objectivo é a criação de emprego e de valor acrescentado para esta região remota do país.

O acordo previu a criação, no decorrer deste ano, de um programa piloto de exploração mineira para garantir a rápida implementação do projecto, o início das operações e a exportação de diamantes.Com este programa piloto pretende-se que ambos os parceiros conheçam detalhadamente as operações mineiras a desenvolver no local, o tipo e a qualidade dos diamantes existentes na concessão, a capacidade dos prestadores de serviços que já actuam na região, assim como a potencial da arrecadação de receitas com a venda dos diamantes a extrair do Mulepe.

Leia mais em Jornal de Angola

Assine nossa Newsletter