Brasil começa 2021 com mais miseráveis que há uma década - Plataforma Media

Brasil começa 2021 com mais miseráveis que há uma década

Com fim do auxílio emergencial, total de pobres dispara e supera o de 2019

Com o fim do auxílio emergencial em dezembro, 2021 começou com um salto na taxa de pobreza extrema no Brasil. O país tem hoje mais pessoas na miséria do que antes da pandemia e em relação ao começo da década passada, em 2011.

Neste janeiro, 12,8% dos brasileiros passaram a viver com menos de R$ 246 ao mês (R$ 8,20 ao dia), linha de pobreza extrema calculada pela FGV Social a partir de dados das Pesquisas Nacionais por Amostra de Domicílios (Pnads) Contínua e Covid-19.

No total, segundo projeção da FGV Social, quase 27 milhões de pessoas estão nessa condição neste começo de ano —mais que a população da Austrália.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
ChinaEconomia

A receita chinesa de luta contra pobreza

ChinaEconomia

China erradica pobreza extrema nas vésperas do centenário do Partido Comunista

ChinaSociedade

China erradica pobreza extrema nas vésperas do centenário do Partido Comunista

MacauSociedade

Mais de 40% das crianças pobres são de famílias monoparentais

Assine nossa Newsletter