Programas podem reverter perdas do PIB per capita - Plataforma Media

Programas podem reverter perdas do PIB per capita

Governo está a aplicar programas para que o país beneficie do “Dividendo Demográfico”, em que quanto maior for a população, mais elevado é o crescimento, afirmou o secretário de Estado para o Planeamento, ao confirmar a este jornal, na sexta-feira, a perda de metade do Produto Interno Bruto (PIB) per capita angolano de 2018 a 2020, de quatro para dois mil dólares.

Milton Reis confirmou números de uma actualização, divulgada em Dezembro, do “Panorama Económico Mundial”, uma publicação do Fundo Monetário Internacional (FMI) onde é analisado o desempenho das economias de 200 países e territórios e onde é revelada, pela primeira vez, a queda o PIB per capita angolano nos últimos dois anos.

O PIB per capita deduz o rendimento disponível do número de habitantes de um país durante um determinado período de tempo, o que, no caso de Angola, acabou por revelar um acentuado empobrecimento da população. O secretário de Estado atribuiu a queda do rendimento disponível por habitante à contracção da actividade económica, com índices de crescimento negativos ao longo dos últimos cinco anos, diante de uma expansão acelerada da população, a um ritmo médio anual de 3,1 por cento.

Estes factores, prosseguiu Milton Reis, foram agravados pela queda dos preços e a baixa dos níveis de produção de petróleo, o que associado à liberalização da taxa de câmbio, em 2018, teve reflexos directos na diminuição significativa da riqueza do país, onde a moeda de reserva predominante é o dólar.

Leia mais em Jornal de Angola

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
AngolaPolítica

Angola quer cooperação diplomática com o Ghana

AngolaPolítica

João Lourenço escreve a responsáveis da UE

AngolaEconomia

Compromisso para a reanimação da economia

AngolaEconomia

UE financia projectos de redução da pobreza em Angola

Assine nossa Newsletter