"No verão podemos, provavelmente, voltar à vida normal", diz bioquímica - Plataforma Media

“No verão podemos, provavelmente, voltar à vida normal”, diz bioquímica

A bioquímica responsável pela base das vacinas da Moderna e da Pfizer/BioNTech, aponta que será possível um regresso à vida normal no verão.

A bioquímica húngara Katalin Karikó é descrita pelo El País como “a mãe da vacina contra a covid-19”. Passou 40 anos a trabalhar na sombra, no desenvolvimento de tratamentos com a molécula RNA, que está na base de duas das vacinas desenvolvidas contra a covid-19 – Moderna e Pfizer/BioNTech. A vacina da Pfizer começou inclusive a ser administrada este domingo em vários países da União Europeia, Portugal incluído.

Ao jornal espanhol, Karikó, de 65 anos, conta que estudou Biologia na Hungria e, nos anos 80, rumou aos Estados Unidos para o doutoramento, para não mais voltar ao país de origem. Hoje, mora na Filadélfia.

A bioquímica nota ao jornal que, nos anos 90, recebeu várias cartas de rejeição de farmacêuticas que duvidavam da eficácia de vacinas e tratamentos com a molécula RNA, efémera. As vacinas da Moderna e da Pfizer contêm esta molécula, mais especificamente o tipo mRNA (RNA mensageiro). Em linhas gerais, estas vacinas fornecem uma espécie de código genético para que as células possam produzir proteínas virais. Quando as proteínas são produzidas, o corpo responde ao vírus com anticorpos, permitindo que se desenvolva imunidade.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Artigos relacionados
AngolaSociedade

Passageiros que cheguem ao aeroporto de Luanda vão pagar teste da covid-19

PortugalSociedade

Casos da variante inglesa a "aumentar significativamente" em Portugal

PortugalSociedade

O dia mais trágico da pandemia: recorde de mortes e de novos casos

ChinaSociedade

Covid-19: China defende a sua gestão após críticas de especialistas

Assine nossa Newsletter