Exposição de fotografia revela relação de identidade e pertença dos jovens de Macau - Plataforma Media

Exposição de fotografia revela relação de identidade e pertença dos jovens de Macau

Fotógrafa Marjolene Estrada refletiu sobre a temática e procurou momentos que cativam pela espontaneidade e ligeireza frente à objetiva

Juntamente com a 10 Marias Associação Cultural, a fotógrafa local de origem filipina Marjolene Estrada inaugura amanhã, dia 22 de dezembro pelas 18h30 (hora local), a exposição de fotografia Estrada – Stand Point, na Casa Garden da Fundação Oriente.

Fotografia de Marjolene Estrada

A mostra, com curadoria de Mónica Coteriano e Patrícia Soares, reúne um total de 27 obras da artista que não só captam os rostos como o espírito da juventude de Macau nas mais diversas formas. São momentos que cativam pela espontaneidade e ligeireza frente à câmara.

“O total de peças fotográficas expostas é 27, sendo que uma obra é uma composição de 90 fotografias que é tida como uma só peça, não podendo ser vendida em separado, e ainda uma outra peça composta por 11 fotografias, também nos mesmos moldes”, revelou Patrícia Soares, uma das curadoras, em conversa com o PLATAFORMA.

A10 Marias Associação Cultural convidou a fotógrafa a expor o seu olhar multicultural sobre a juventude de Macau, pois “considera ser de extrema importância, na conjuntura actual, um olhar reflexivo sobre a relação de identidade e pertença que os jovens locais vão construindo, não só com a cidade mas também entre si”. “Tendo ela um background multicultural, conseguimos que nos desse perspetivas diferentes sobre a juventude em Macau”, acrescentou a curadora.

Tal como outros em desenvolvimento pelas 10 Marias, este projecto visa potenciar e abrir oportunidades aos jovens locais que queiram dar passos mais sólidos na vertente artística, dando-lhes voz e espaço para construir o seu percurso, revela a associação em comunicado enviado às redações.

Marjolene Estrada

Marjolene Estrada nasceu e cresceu em Macau. É uma jovem universitária e fotógrafa freelancer que se dedica, maioritariamente, à fotografia de moda e eventos.

A exposição estará patente ao público até ao dia 31 de janeiro de 2021.

Artigos relacionados
CulturaLusofonia

Associação de Macau desafia comunidades lusófonas a retratarem pandemia

CulturaMacau

Artesanato de miniaturas no 10 Fantasia a partir sábado

CulturaLusofonia

Galeria At Light reúne artistas lusófonos em “Cor da Vida”

CulturaMacau

Intercâmbio entre Macau e Taiwan leva pintura e fotografia ao Museu Sun Iat Sen

Assine nossa Newsletter