MPLA considera Orçamento Geral de Estado “realístico e prudente” - Plataforma Media

MPLA considera Orçamento Geral de Estado “realístico e prudente”

O Grupo Parlamentar do MPLA considerou “realístico e prudente” o instrumento de gestão financeira para o próximo ano e contribuirá para que as receitas previstas cubram na realidade as despesas.

O posicionamento foi manifestado pelo deputado Paulo Pombolo, durante a leitura das declarações de voto. O político apontou o Orçamento Geral de Estado (OGE) como um instrumento indispensável para a governação , sem o qual não há materialização dos programas e projectos de desenvolvimento económico e social.

A aprovação da proposta do OGE 2021, disse, assegura à sociedade e ao Executivo os recursos possíveis à disposição do Estado para que a taxa de crescimento real das componentes do PIB expressas em percentagem seja positiva.

Em reacção ao voto desfavorável da oposição (UNITA e CASA-CE), Paulo Pombolo indicou que “ao votar contra, a oposição está a dizer: não à melhoria da condição de saúde, educação, trabalho, acesso à água e energia e responder, inclusive, às pressões causadas pela pandemia e negar que o Executivo crie as condições para aquisição das vacinas tão logo estejam disponíveis”.

Leia mais em Jornal de Angola

Artigos relacionados
AngolaPolítica

"Não existem partidos políticos corruptos, existem pessoas corruptas"

AngolaEconomia

MPLA quer mais investimento privado na economia angolana

AngolaPolítica

MPLA condena delapidação do erário público

AngolaPolítica

Deputado do MPLA Manuel Rabelais começa a ser julgado no Supremo por peculato

Assine nossa Newsletter