Importação de mercadorias de Macau expande 32,9% em outubro - Plataforma Media

Importação de mercadorias de Macau expande 32,9% em outubro

A importação total de mercadorias de Macau aumentou 32,9% em termos anuais para 11,56 bilhões de patacas (US$ 1,45 bilhão) em outubro de 2020, informou na sexta-feira o serviço de estatística da região administrativa especial.

O último relatório da Direção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC) mostrou que as importações de produtos de beleza, cosméticos e cuidados com a pele aumentaram 312%, as de perfumes subiram 100,2% e as de bolsas e carteiras, 76,1%.

As importações de itens para casinos, celulares e joias de ouro caíram 80,4%, 56,8% e 41,9%, respectivamente, acrescentou o relatório da DSEC.

De janeiro a outubro deste ano, o valor total das importações de mercadorias diminuiu 7,1% ano a ano, para 67,45 bilhões de patacas (US$ 8,45 bilhões).

Analisadas por local de origem, as importações provenientes da parte continental da China e da União Europeia diminuíram 17,2% e 2,3%, respectivamente, para 20,55 bilhões de patacas (US$ 2,57 bilhões) e 19,45 bilhões de patacas (US$ 2,44 bilhões) nos primeiros 10 meses do ano de 2020.

Além disso, as importações dos países do Cinturão e Rota e dos países de língua portuguesa reduziram 12,6% e 20,3%, respectivamente, para 10,90 bilhões de patacas (US$ 1,37 bilhões) e 564,00 milhões de patacas (US$ 70,67 milhões).

De janeiro a outubro deste ano, as importações de bens de consumo diminuíram 3,9% para 48,39 bilhões de patacas (US$ 6,06 bilhões), com as importações de relógios e joias de ouro caindo 40,7% e 61,7%, respectivamente.

Além disso, as importações de produtos de beleza, cosméticos e cuidados com a pele aumentaram 148,1%.

Artigos relacionados
ChinaEconomia

Macau prossegue com abertura de concurso para novas concessões de jogo apesar da pandemia

MacauPortugal

Mandado de detenção contra Pedro Chiang inválido há 3 anos

LusofoniaMacau

Países lusófonos exportaram menos para Macau até outubro

MacauSociedade

Criminalidade caiu 33 por cento entre Janeiro e Setembro

Assine nossa Newsletter