Departamento de Defesa dos EUA não autoriza exploração de mina polémica no Alasca - Plataforma Media

Departamento de Defesa dos EUA não autoriza exploração de mina polémica no Alasca

Esta quarta-feira, o Departamento da Defesa dos EUA recusou autorizar a exploração da mina de ouro e cobre Pebble Mine, no Estado do Alasca.

O projeto tem sido criticado pelo impacto ambiental que teria se fosse autorizado. Em comunicado enviado à AFP, o coronel Damon Delarosa, comandante do distrito do Alasca do Corpo de Engenheiros do Exército (USACE, na sigla em Inglês), indicou que o plano apresentado pela Pebble Limited Partnership para tirar os detritos “não respeita as recomendações da Lei sobre a Proteção da Água (Clean Water Act, em Inglês), além de que o projeto é “contrário ao interesse geral”.

Em 2014, na presidência de Barack Obama, a agência de proteção do ambiente (EPA, na sigla em Inglês) já tinha tentado bloquear o projeto, salientando as consequências nefastas para a pesca local.

Mas o governo de Donald Trump tinha autorizado a Pebble Limited Partnership, filial do grupo canadiano Northern Dynasty Minerals, a apresentar um pedido de licença para exploração.

Além dos militantes ecologistas e dos povos autóctones, próximos de Trump também se tinham manifestado contra o projeto, como o seu filho Donald Trump Jr, que é adepto da pesca na Baía de Bristol.

O presidente eleito, Joe Biden, já tinha divulgado em agosto, através de um comunicado, a sua oposição ao projeto, retirando a posição do governo Obama, quando era vice-presidente.

Related posts
MundoPolítica

Governo de Trump vai abrir leilão para exploração petrolífera no Alasca

Mundo

EUA querem explorar petróleo e gás no Ártico

Assine nossa Newsletter