Mais de metade dos consumidores de Guangdong leva sobras de comida para casa

Mais de metade dos consumidores de Guangdong leva sobras de comida para casa

Mais de metade dos consumidores da província de Guangdong tem o hábito de levar as sobras de comida para casa, indicou o relatório da “Sondagem sobre o Consumo e Poupança de Alimentos em Guangdong”, publicado pelo Conselho de Consumidores da província.

Os resultados apontaram que mais de 60 por cento (pc) dos consumidores afirmam que as festas de casamento são o acontecimento onde existe maior desperdício, enquanto mais de 40pc das empresas na indústria da restauração dizem não possuir políticas de poupança. 

A sondagem foi organizada através de um questionário online, com supervisão de empresas voluntárias e os restaurantes analisados localizam-se na região do Delta do Rio das Pérolas e nas zonas, este, oeste e norte de Guangdong. 

O estudo confirmou que a população da província adora comida e dá valor aos alimentos, tendo o hábito de pedir para levar as sobras. 

A sondagem provou que estes consumidores dão valor à poupança de alimentos. A maioria condena o desperdício de comida e 56pc consideram que isso vai contra o princípio de poupança. Dos inquiridos, 55pc olham para o desperdício alimentar como um fenómeno consumista não saudável, 53pc consideram essa atitude uma causa de poluição, através de lixo doméstico e impacto negativo na sociedade e, por último, 48pc, dizem que esse comportamento é um perigo para a segurança alimentar. 

Cerca de 90pc dos consumidores afirmam que a respetiva proporção de restos está abaixo dos 30pc da comida, e 52pc destes diz que esse valor é inferior aos 10pc. No caso de existirem alimentos não utilizados (sobras), a maioria dos consumidores diz escolher trazê-los para casa. 

Estes resultados revelam ainda que com base nos valores tradicionais locais, os consumidores continuam a desperdiçar comida em algumas ocasiões especiais. 

Entre estas, os casamentos são o acontecimento que gera maior desperdício. Os inquiridos apontaram essa ocasião como a situação onde é mais provável haver desperdício de alimentos e onde muitos não levam restos para casa. Quase metade dos inquiridos (48pc) afirmam não pedir para levar restos de alimentos para casa por ser uma ocasião onde estão a participar como convidados. 

A sondagem revelou também que a maioria dos funcionários da indústria de restauração não alerta os consumidores para não pedir em demasia (70pc), não toma a iniciativa de oferecer ao cliente os restos de comida embalados (85pc) e não toma a liberdade de perguntar ao cliente se este quer levar as sobras para casa (75pc). 

O estudo foi promovido pelo Conselho de Consumidores de Guangdong, entre setembro e outubro, juntamente com os conselhos de Guangzhou, Zhuhai, Zhongshan, Dongguan e Heyuan. 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
ChinaEconomia

Turismo interno recupera em Guangdong

Macau

Turismo expectante para o regresso da emissão dos vistos

ChinaMacau

Deputados pedem regresso de vistos turísticos para quem vem de Guangdong

Grande BaíaMacau

Governo não prevê vaga de turistas após abrir com Guangdong

Assine nossa Newsletter