Saldo do Fundo Petrolífero timorense cresceu 400 MUSD no terceiro trimestre do ano - Plataforma Media

Saldo do Fundo Petrolífero timorense cresceu 400 MUSD no terceiro trimestre do ano

O saldo do Fundo Petrolífero (FP) timorense cresceu 400 milhões de dólares no terceiro trimestre do ano, atingido os 18,47 mil milhões de dólares (15,54 mil milhões de euros) no final de setembro, segundo dados hoje divulgados.

Em termos homólogos, face ao final do terceiro trimestre de 2019, o FP aumentou quase 916 milhões de dólares (770,5 milhões de euros), o que representa um crescimento de mais de 5,2%.

Os dados foram hoje apresentados pelo vice-governador do Banco Central de Timor-Leste (BCTL), Venâncio Alves Maria, que analisou o relatório trimestral do FP.

O documento mostra que o crescimento do FP foi impulsionado em grande parte pelo resultado líquido das alterações do valor do mercado dos instrumentos detidos, num total de 435,88 milhões de dólares (366,6 milhões de euros).

Durante o terceiro trimestre o FP registou entradas brutas de capital de 43,53 milhões de dólares (36,6 milhões de euros), correspondentes a 31,48 milhões de dólares (26,48 milhões de euros) de contribuições e 1,72 milhões de dólares (1,45 milhões de euros) da evolução das taxas de câmbio.

O rendimento dos investimentos foi de 524,99 milhões de dólares (441,6 milhões de euros), dos quais 86,99 milhões de dólares (73,2 milhões de euros) correspondentes a dividendos e juros.

“O resultado líquido constitui assim um retorno para a carteira do fundo de 2,90%, enquanto que o do benchmark, para o mesmo período, foi de 2,99%”, refere o relatório trimestral hoje divulgado.

A média de diferencial do benchmark ao longo dos 61 trimestres da vida do FP é de 0,06%.

No que toca a saídas, o FP registou, em agosto, uma transferência de 169,5 milhões de dólares para o Tesouro, refere o documento.

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
FuturoTimor-Leste

Governo timorense aprova ligação de fibra ótica submarina à Austrália

PolíticaTimor-Leste

Xanana Gusmão considera desadequadas medidas adicionais de estado de emergência

PolíticaSociedade

Governo timorense prevê construir até final de 2021 mais 1.500 salas de aula

EconomiaTimor-Leste

Governo timorense prevê possível emissão de títulos soberanos em 2021

Assine nossa Newsletter