Mitos da pornografia que podem estragar as relações reais

Mitos da pornografia que podem estragar as relações reais

Nem todos admitem que a veem, mas é uma realidade em muitas relações. E existem alguns pormenores e mitos da pornografia que podem mesmo estragar uma relação

Segundo um estudo de 2019, as mulheres portuguesas estão, inclusive, cada vez mais a consumir pornografia. Mas existem alguns pormenores que podem mesmo estragar uma relação.

Se existem pelo menos cinco sinais que mostram que a pornografia pode estar a estragar a sua relação, existem outros tantos mitos que também o podem estar a fazer. Se bem que já foram feitos vários esforços para que as pessoas entendessem que a pornografia e o sexo em casal não é, de todo, a mesma coisa.

“No porno, vê-se tudo muito facilitado e sem complicações” começa por defender a sexóloga Irena Valverde à revista feminina S Moda. E existem vários mitos que acabam por se tornar em frustrações nas relações reais.

Atualmente conseguimos aprender sobre sexo nas mais variadas plataformas: livros, redes sociais, canais de Youtube. Mas nem todas as informações estão corretas. Outra ferramenta que desde cedo se mostra como uma de aprendizagem é mesmo a pornografia. O pior é entender que nem tudo se passa exatamente daquela maneira. E acabamos por nos desiludir.

Para além de os filmes pornográficos terem bastante edição e fingimento, acabaram por espalhar alguns mitos sobre o sexo que é importante desmistificar. A S Moda falou com vários especialistas que juntaram uma lista de 8 mitos importantes de falar. Ora veja abaixo quais:

Há sempre orgasmo

Há algo que é comum em todos os filmes porno: o orgasmo chega sempre. Independentemente do roteiro e da história em que acontece, é garantido que tanto o homem como a mulher vão atingir o pináculo do prazer. Mas, na realidade, nem sempre assim o é.

Leia mais em Delas

Assine nossa Newsletter