UNITA nega tentativa de destituição do líder - Plataforma Media

UNITA nega tentativa de destituição do líder

O secretário-geral da UNITA (União Nacional para a Independência Total de Angola), Álvaro Chikuamanga Daniel, disse, ontem, haver especulações nas informações, postas a circular nas redes sociais, segundo as quais um grupo de militantes estaria a ser ouvido pelo Conselho Nacional de Jurisdição do partido, por suposta tentativa de destituição do presidente, Adalberto Costa Júnior

De acordo com as mesmas informações, publicadas há dias, um grupo de militantes estaria a gizar estratégias para a destituição do líder da UNITA. O grupo terá sido descoberto e foi instaurado um processo em que os principais visados são, supostamente, Eusébio Manuel Neves e Domingos Yofina.

No âmbito do mesmo processo, terá sido, também, arrolado o secretário para as Relações Exteriores da UNITA, Rafael Massanga Savimbi, filho do fundador do partido, cuja audição, pelo Conselho Nacional de Jurisdição, estava, supostamente, marcada para amanhã, quarta-feira.

Em declarações, ontem, ao Jornal de Angola, o secretário-geral da UNITA disse ser normal, em qualquer organização onde existam pessoas, a instauração de processos disciplinares, quando há indícios de violação de normas. Neste âmbito, admitiu a existência de processos contra alguns militantes da UNITA, mas por actos de indisciplina e não por tentativa de destituição do presidente.

“Na UNITA não existe a possibilidade de afastamento do presidente sem que os órgãos para o efeito reúnam. Com excepção de casos de traição à Pátria ou ao partido, não há como destituir o presidente”, esclareceu.

Álvaro Chikuamanga insistiu que está a haver especulações e acredita que, provavelmente, um dos militantes suspensos, não satisfeito com a decisão, estará a contribuir para a divulgação de inverdades nas redes sociais.

Leia mais em Jornal de Angola

Artigos relacionados
AngolaSociedade

Presidente da Comissão da Carteira dos jornalistas lamenta “censura” em Angola

AngolaSociedade

Jornalista Carlos Rosado de Carvalho barrado de novo em televisão angolana

AngolaPolítica

Ativistas angolanos convocam 'manif' para pedir demissão do chefe de gabinete de João Lourenço

AngolaPolítica

Descontentamento e protestos em Luanda marcam 3 anos de governo de João Lourenço

Assine nossa Newsletter