Crianças timorenses sem condições básicas de higiene nas escolas, alerta UNICEF - Plataforma Media

Crianças timorenses sem condições básicas de higiene nas escolas, alerta UNICEF

Situação revela-se dramática em contexto de pandemia

“Sinto muito medo por regressar à escola. A minha escola não tem água e sabão. Assim não me posso proteger da doença. Se houvesse sabão e pudesse lavar as mãos, sentia-me feliz e segura para voltar. Tenho muitas saudades das minhas aulas”. É assim que começa a campanha da UNICEF para alertar as pessoas para o facto de 40% das escolas em Timor-Leste não possuirem condições básicas de higiene para os seus alunos.

30 escolas rurais, com cerca de 6500 alunos, nos municípios de Díli, Bobonaro e Covalima, em Timor-Leste, necessitam de ajuda, refere a UNICEF. Não existe água potável nem sabão, o que aumenta os riscos dos mais pequenos, ainda mais em contexto de pandemia de Covid-19.

De acordo com a organização, estas escolas “não dispõem das condições para poder garantir a segurança dos seus alunos e a continuidade da sua educação”. Aliás, “muitas delas para terem acesso a água segura têm que percorrer longas distâncias, carregando baldes e bidons, todos os dias”.

A UNICEF, através do programa “WASH in Schools” que garante a Água, Saneamento e Higiene nas Escolas, proporciona a instalação de acesso a água potável, saneamento e higiene a milhões de alunos, para continuarem a ir à escola, em todo o mundo. Para isso, a organização precisa angariar um total de 153 mil euros.

Este artigo está disponível em: English 繁體中文

Related posts
PortugalSociedade

Portugal e UNICEF apoiam resposta à pandemia em Timor-Leste

MoçambiqueSociedade

Autoridades desaconselham água após descarrilamento de comboio

MundoSociedade

Mulheres e crianças em risco imediato nas prisões da Líbia

MundoSociedade

Um terço das crianças na América Latina está acima do peso

Assine nossa Newsletter