'Enquanto eu for presidente, não há hipótese de prorrogar o estado de calamidade', diz Maia - Plataforma Media

‘Enquanto eu for presidente, não há hipótese de prorrogar o estado de calamidade’, diz Maia

Instrumento permite suspensão de regras fiscais e parlamentares defendem extensão em 2021

O presidente da Câmara dos Deputados,Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse neste sábado (17) que vai barrar as tentativas de prorrogação do estado de calamidade pública enquanto estiver no cargo.

O estado de calamidade, aliado à chamada PEC (proposta de emenda à Constituição) da guerra, permitiu a suspensão de regras fiscais para liberar despesas durante a pandemia até o fim do ano. Conforme mostrou a Folha, parlamentares defendem uma extensão do instrumento em 2021 com a justificativa de conceder mais parcelas do auxílio emergencial de R$ 300.

“Não haverá na Câmara dos Deputados, enquanto eu for presidente, nenhuma hipótese de usar a PEC da guerra [em 2021] e nenhuma hipótese de prorrogar o estado de calamidade”, afirmou Maia em evento virtual promovido pela XP.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Artigos relacionados
Política

Bolsonaro corre risco de impeachment se não mostrar teste de coronavírus

Assine nossa Newsletter