Morreu cientista que previu o aumento do buraco na camada de ozono

Morreu cientista que previu o aumento do buraco na camada de ozono

O cientista mexicano Mario Molina, laureado com o prémio Nobel da Química em 1995 pelas descobertas sobre os danos causados na camada de ozono da atmosfera, morreu, na quarta-feira, aos 77 anos.

O centro de investigação com o nome do cientista não indicou a causa de morte, mas a imprensa mexicana afirmou que Molina foi vítima de um enfarte.

Doutorado em físico-química na Universidade da Califórnia, Mario Molina foi um dos primeiros investigadores em todo o mundo no domínio da química atmosférica.

Leia mais em Jornal de Notícias

Related posts
CulturaPortugal

Morreu o ator Cândido Ferreira

PortugalSociedade

Jorge Coelho morreu de doença súbita na Figueira da Foz

MundoPolítica

Primeiro-ministro da Costa do Marfim morre na Alemanha

DesportoPortugal

Fisiologista do Vitória de Guimarães morre aos 26 anos

Assine nossa Newsletter