São Paulo adia para novembro decisão sobre volta às aulas presenciais - Plataforma Media

São Paulo adia para novembro decisão sobre volta às aulas presenciais

O prefeito Bruno Covas (PSDB) deve adiar a decisão sobre a volta às aulas presenciais na capital para novembro. Nesta quinta (17), ele pretende anunciar que as escolas poderão fazer de forma opcional atividades extracurriculares a partir de outubro, como antecipou a coluna de Monica Bergamo, mas sem definir a retomada das aulas regulares.

Covas, que tenta a reeleição, sofre pressão de grupos opostos sobre a reabertura das escolas na cidade. De um lado, sindicatos de professores pedem que as aulas presenciais só sejam retomadas em 2021. De outro, donos de escolas querem a autorização para voltar a funcionar.

Sem acompanhar o cronograma de reabertura definido pelo governo João Doria (PSDB), que já liberou parte das atividades escolares no estado desde 8 de setembro e prevê a volta às aulas regulares em outubro, Covas segue adiando a decisão.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Assine nossa Newsletter