Café, arroz e feijão são os alimentos preferidos dos brasileiros - Plataforma Media

Café, arroz e feijão são os alimentos preferidos dos brasileiros

A tradição alimentar ainda é o que era no Brasil. Ovos e verduras continuam pouco consumidos. É o que revela a Pesquisa de Orçamentos Familiares divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IGBE)

O café foi o alimento consumido pelos brasileiros com mais frequência (78,1% da população) entre junho de 2017 e julho de 2018, tanto por homens (77,9%), quanto por mulheres (78,4%). Em seguida, aparecem dois produtos da dieta tradicional do país. Um deles é o arroz, com 76,1% de frequência de consumo, acompanhado pelo feijão, com total de 60%.

O alimento menos consumido com frequência pelos brasileiros no período pesquisado foi o ovo, com total de 13,9%.

As informações constam da Pesquisa de Orçamentos Familiares 2017-2018: Análise do Consumo Alimentar Pessoal no Brasil (POF 2017/2018), divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O estudo foi realizado em parceria com o Ministério da Saúde.

Foram ouvidos no estudo 46.164 moradores de 20.112 domicílios com 10 anos ou mais de idade, que informaram o consumo alimentar para dois dias.

A análise mostra que arroz, feijão e café foram os alimentos mais consumidos por adolescentes e adultos, embora com alguma redução em relação ao primeiro levantamento, feito em 2008/2009. O feijão caiu de 72,8% para 60% da população e o arroz, de 84% para 76,1%. Entre os idosos, o consumo de café subiu na mesma comparação, de 86,6% para 87,1%.

Os pesquisadores do IBGE avaliaram que o consumo de frutas e verduras continuou muito aquém do recomendado, embora o consumo de saladas cruas tenha aumentado tanto para adolescentes, quanto para adultos e idosos. Em geral, o consumo de saladas cruas passou de 16% para 21,4%. O consumo de frutas teve queda entre os dois períodos.

Em contrapartida, o consumo de preparações aumentou. Um exemplo são os sanduíches, cujo consumo cresceu em todas as regiões do Brasil e em todas as classes sociais, apurou o IBGE. Já o consumo de refrescos e refrigerantes caiu para todos os grupos etários.

As maiores médias de consumo diário per capita, isto é, por indivíduo, foram encontradas no café (163,2 gramas/dia), feijão (142,2 g/dia), arroz (131,4 g/dia) e sucos (124,5 g/dia).

Fora do domicílio

A participação da alimentação fora do domicílio destaca a cerveja, consumida por 51% da população, sendo 52,8% homens, e 45,5% mulheres. Bebidas destiladas vêm em seguida, com participação de 44,1% no consumo. Na terceira posição estão salgados fritos ou assados, com 40,1%.

A prevalência de consumo alimentar fora do domicílio caiu de 40,2% na POF 2008/2009 para 36,5% na pesquisa 2017/2018.

O IBGE destacou que a alimentação fora do domicílio pode não representar o consumo de todos os alimentos preparados fora de casa, pois são incluídos nessa estimativa apenas os produtos preparados e consumidos fora de casa. Isso significa que alimentos trazidos de restaurantes para dentro de casa e provenientes de serviços de entrega ao domicílio são incluídos na alimentação dentro de casa.

De acordo com a pesquisa, os itens mais consumidos fora de casa pelos adolescentes foram cerveja (65,4%), vinho (49,9%) e outros pescados (42,6%). Entre os adultos, prevaleceram bebidas alcoólicas, salgados fritos e assados e sorvete/picolé. Os idosos, por sua vez, preferiram bebidas destiladas (40,2%), cerveja (32,5%) e bolos recheados (31,3%).

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
BrasilSociedade

Consumo frequente de álcool cresce no Brasil, especialmente entre as mulheres

BrasilSociedade

Mais de 6 mil famílias brasileiras foram despejadas durante a pandemia

BrasilSociedade

Em 20 povos analisados, brasileiros são os que menos confiam em cientistas

BrasilSociedade

Contribuição de 50 mil médicos brasileiros foi desviada para salão de cabeleireiros

Assine nossa Newsletter