Famílias angolanas fogem da fome para Benguela e em direção à Covid-19 - Plataforma Media

Famílias angolanas fogem da fome para Benguela e em direção à Covid-19

Para fugir à fome, muitas famílias estão a ser forçadas a emigrar para o centro da província, enfrentado o perigo de vierem a ser infectadas com a Covid- 19, a julgar pelo número de casos positivos já registados

O secretário provincial da UNITA, em Benguela, Abílio Kaunda, disse, ontem, a OPAIS, que os municípios dos Gambos, Chongoroi e Caimbambo têm sido devastados pelo aumento de casos de fome que está a atingir centenas de famílias locais.

Segundo o político, as populações desta região têm vivido, nos últimos dias, num verdadeiro aperto de fome que está a provocar sérios problemas de saúde e de estabilidade social.

Na sua denúncia, Abílio Kaunda disse que a grande maioria das populações afectadas pela fome são camponeses. Porém, com o problema de estiagem que afecta as regiões e com graves consequência para o gado, a situação tem se revelado crítica.

“Há gado a morrer, porque não há água. As pessoas não conseguem cultivar, porque estás zonas têm graves problemas de chuva. É uma dificuldade tremenda que deve ser vista com a maior urgência”, apontou.

Ainda segundo o político, devido à fome, há muitas famílias a emigrarem para o centro da província, enfrentado o perigo de virem a ser infectados com a Covid-19, a julgar pelo número de casos positivos que existem.

Leia mais em O País

Artigos relacionados
PortugalSociedade

Rosa celebra 106 anos dias depois de vencer a Covid-19

MundoSociedade

Merkel diz que é possível ter vacina anti-Covid antes do Natal

PortugalSociedade

Mais de seis mil casos de covid-19 no terceiro pior dia em número de mortos

FuturoMundo

Mutações descobertas do coronavírus revelam que não se tornou mais contagioso

Assine nossa Newsletter