Índia investe nas Maldivas para conter influência chinesa - Plataforma Media

Índia investe nas Maldivas para conter influência chinesa

A Índia anunciou na quinta-feira um investimento de 550 milhões de dólares (422 milhões de euros) para construir pontes nas Ilhas Maldivas, numa tentativa de conter a crescente influência da China no Oceano Índico.

Durante o mandato do ex-Presidente das Maldivas Abdulla Yameen, o arquipélago do sul da Ásia contraiu empréstimos de mil milhões de dólares com Pequim e fez vários contratos com empresas chinesas para projetos de infraestrutura.

Essa relação de dependência financeira alimentou preocupações em Nova Deli e no Ocidente sobre a expansão da influência chinesa na região.

Desde a mudança de liderança nas Maldivas, no final de 2018, a Índia tem tentado reconquistar uma posição nesta nação com 1.192 ilhas.

Este novo investimento eleva a mais de dois mil milhões de dólares (1,6 mil milhões de euros) o montante prometido pela Índia ao seu vizinho desde a eleição do Presidente Ibrahim Mohamed Solih, disse o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Índia.

O dinheiro é parte do apoio financeiro para a construção de pontes e estradas para ligar a capital Malé a três ilhas vizinhas, segundo Abdulla Shahid, chefe da diplomacia das Maldivas.

O prazo para conclusão das obras não foi especificado.

“Quando concluído, este projeto será o maior projeto de infraestrutura nas Maldivas”, disse Abdulla Shahid num comunicado.

O seu homólogo indiano também prometeu 250 milhões de dólares (210 milhões de euros) para ajudar as Maldivas a enfrentar o surto do novo coronavírus e recuperar da crise económica.

A covid-19 matou 21 pessoas e infetou oficialmente 5.300 pessoas no arquipélago de 340.000 pessoas. A pandemia afetou fortemente o setor de turismo de luxo das Maldivas, a sua principal fonte de divisas.

Este artigo está disponível em: English

Related posts
BrasilCultura

Netflix anuncia 'Maldivas', nova série brasileira com Manu Gavassi, Bruna Marquezine e Sheron Menezes

Lifestyle

Pandemia deixou um casal preso em lua-de-mel num "paraíso" das Maldivas

Assine nossa Newsletter