Obstetra do caso "bebé sem rosto" reformou-se - Plataforma Media

Obstetra do caso “bebé sem rosto” reformou-se

Artur de Carvalho, o médico que não identificou as malformações com que o bebé Rodrigo nasceu em Setúbal, em outubro de 2019, está reformado desde o início de julho.

O anúncio foi feito pela ministra da Saúde no Parlamento. “Não tenho dúvidas que este caso nos responsabiliza porque nos feriu no que é mais profundo, nas convicções e confiança no funcionamento normal do Serviço Nacional de Saúde (SNS)”, admitiu Marta Temido, para quem “o único aspeto que nos encoraja é saber que o Rodrigo e a sua família continuam a ser acompanhados pelo hospital de Setúbal”.

Artur de Carvalho recebeu a notificação da aposentação no início de julho. Recorreu da decisão de expulsão da Ordem dos Médicos pelo Conselho Disciplinar da Zona Sul proferida em abril e, ao JN, o seu advogado, Miguel Matias, diz aguardar pelo “inicio do julgamento na Ordem dos Médicos, onde será produzida prova contra a acusação”.

Em causa estão cinco processos contra o médico que não detetou malformações em bebés. O caso do bebé Rodrigo, analisado à parte pelo conselho disciplinar, foi concluído com uma proposta de suspensão de cinco anos.

Leia mais em Jornal de Notícias

Related posts
MundoSociedade

Grávida morre com Covid-19, mas médicos conseguiram salvar a bebé

PortugalSociedade

Mãe que abandonou bebé no lixo condenada a nove anos de prisão efetiva

PortugalSociedade

Bebé sem rosto contraria as expectativas e completa um ano de vida

Cabo VerdeSociedade

PJ de Cabo Verde prende mãe e companheiro por abusos repetidos a bebé de 9 meses

Assine nossa Newsletter