Pequim fecha maior mercado após novos casos de contágio - Plataforma Media

Pequim fecha maior mercado após novos casos de contágio

Xinfadi, o maior mercado abastecedor de frutas, vegetais e carne de Pequim, foi fechado este sábado para desinfecção, depois de vários trabalhadores terem testado positivo para o novo coronavírus.

Todas as pessoais que mantiveram algum contato próximo com o mercado desde 30 de maio serão submetidas a testes, indicou Gao Xiaojun, porta-voz da Comissão Municipal de Saúde de Pequim.

Segundo este resposnável, Pequim possui 98 instituições qualificadas para a realização de testes, com capacidade diária superior a 90 mil.

Cobrindo uma área total de 112 hectares, o mercado de Xinfadi possui cerca de 1.500 funcionários de administração e mais de 4.000 comerciantes.

Pequim relatou seis casos confirmados de covid-19 na sexta-feira. Juntamente com outro caso relatado na quinta-feira, todos estão relacionados com o mercado.

Chen Yankai, vice-chefe do Departamento Municipal de Regulação do Mercado de Pequim, disse que a cidade vai aumentar as inspeções nos mercados de alimentos com produtos frescos, carne de porco congelada, carne bovina, carne de carneiro e aves como principais produtos a serem inspecionados.

Supermercados, lojas de conveniência, lojas de alimentos e locais que fornecem serviços de comida e bebida também serão alvo das inspeções.

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
ChinaMundo

Embaixador da China pede à UE para aprofundar relações com Pequim

ChinaSociedade

China avança com testes covid por via anal

BrasilSociedade

Voos de e para o Brasil suspensos

MundoSociedade

Variante britânica do coronavírus atinge 70 países e a sul-africana 31

Assine nossa Newsletter