Pandemia ainda mantém 90% dos aviões em terra - Plataforma Media

Pandemia ainda mantém 90% dos aviões em terra

Tráfego nos aeroportos está praticamente parado. Retoma deverá ser muito lenta. A partir desta segunda-feira, deixa de haver limitações à lotação de passageiros. Máscara é obrigatória.

Os maiores grupos de aviação do Mundo estão a braços com uma crise sem precedentes e Portugal não é exceção. O tráfego nos principais aeroportos nacionais está com quebras superiores a 90%, ainda que algumas companhias já tenham recomeçado a voar. A partir de hoje, deixa de haver limitações à lotação de passageiros. O uso de máscara é obrigatório.

Em Portugal, os efeitos da pandemia na aviação civil foram visíveis a olho nu: os céus mantiveram-se azuis, sem rastos de aviões, e os pássaros regressaram à imediação dos aeroportos. Segundo a Navegação Aérea de Portugal (NAV), em março os voos sobre os céus portugueses diminuíram 36% – menos 24,3 mil voos, realizando-se 43,8 mil. Em abril, a quebra foi de 94%, correspondendo a apenas quatro mil dos 69 mil registados em abril de 2019. Na penúltima semana de maio, já se notava alguma retoma, com uma média de 210 voos diários, mais 80 que na semana equivalente de abril.

Leia mais em Jornal de Notícias

Este artigo está disponível em: English

Related posts
MundoSociedade

OMS recomenda não utilizar dois medicamentos anticovid com anticorpos

Política

Tribunal diz que compra de vacinas na UE foi tardia e não previu falhas

ChinaEconomia

Estratégia ‘zero casos’ é economicamente mais “racional”

Sociedade

Avião cai junto à Letónia com quatro pessoas a bordo

Assine nossa Newsletter