Washington avança contra presença da China em Israel - Plataforma Media

Washington avança contra presença da China em Israel

Duas semanas depois da visita do secretário de Estado norte-americano Mike Pompeo a Jerusalém, o governo israelita adjudicou o contrato para a construção de uma mega fábrica a uma empresa local em detrimento de uma de Hong Kong

Israel escolheu facilmente de que lado quer ficar na guerra comercial entre os Estados Unidos e a China. Considerando que os EUA contribuem todos os anos com 3,4 milhões de euros em armamento e ajuda militar para Israel, o governo de Netanyahu começou esta semana a retaliar contra interesses chineses no país, noticia hoje o jornal espanhol El País.

Duas semanas depois da visita do secretário de Estado norte-americano Mike Pompeo a Jerusalém, o governo israelita adjudicou o contrato para a construção de uma mega fábrica de dessalanização de sal marinho a uma empresa local em detrimento de uma firma de Hong Kong, a Hutchison.

Graças a ofertas competitivas, as empresas chinesas puseram-se em campo em Israel, à frente de grandes projetos de construção como os portos de Haifa e Ashdod, as duas grandes vias de entrada de mercadorias no país, contra os interesses geoestratégicos de Washington, escreve o El País.

Depois do encontro do chefe da diplomacia norte-americana Mike Pompeo com o primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu, o recado ficou bem claro para Israel. A crescente presença chinesa em infraestruturas críticas de Israel “põe em perigo a cooperação com os Estados Unidos”, avisou Pompeo.

O grupo Hutchison foi o primeiro a sofrer as consequências. Era o favorito na corrida para a fábrica de dessalanização, numa jogada de 1,8 milhões de euros, e acabou preterido para uma empresa israelita, apenas dias depois do encontro de Pompeo com Netanyahu.

Depois da adjudicação ao grupo Shangai International da ampliação e gestão do porto de Haifa, em cuja base naval atraca com frequência a Sexta Frota dos Estados Unidos, Washington pediu a Israel para que controlasse a crescente presença na economia israelita do gigante asiático.

Este artigo está disponível em: English

Related posts
Lifestyle

Adele chora ao cancelar espetáculos em Las Vegas devido ao Covid

ChinaPolítica

Pequim protesta contra presença de navio militar dos EUA no Mar da China

MundoPolítica

Blinken pede que Putin escolha 'via pacífica' durante visita à Ucrânia

ChinaMundo

EUA pedem à ONU o relatório de Xinjiang antes dos JO de Pequim

Assine nossa Newsletter