João Lourenço: "Vamos trabalhar em equipa nesse clube que se chama Angola" - Plataforma Media

João Lourenço: “Vamos trabalhar em equipa nesse clube que se chama Angola”

O Presidente angolano reuniu esta manhã com representantes da sociedade civil. João Lourenço anunciou que quer aumentar a produção naciona para subir o nível de emprego e rendimento das famílias, em crise por causa da Covid- 19

“Vamos trabalhar em equipa, onde jogamos cada um na sua posição, jogadores e adeptos desse clube que se chama Angola, e com o compromisso de levá-lo à vitória”, apelou João Lourenço, no encontro com a sociedade civil transmitido em direto pela TPA e pelo Centro de Imprensa da Presidência (CIPRA), uma página criada na rede social Facebook.

https://www.facebook.com/rui.aurelio.73/videos/10157098876552190/UzpfSTEwMzQzMTMwNzk4NDk2NzoxMzgwOTk4MTExODQ3ODM/

No encontro com empresários, líderes religiosos, académicos, representantes da juventude e jornalistas, para troca de ideias sobre o que poderá ser feito no futuro tendo em atenção o impacto da covid-19 sobre a economia angolana e a vida das famílias, João Lourenço considerou fundamental a concentração do saber e da experiência no aceleramento da execução do PRODESI.

Trata-se do Programa de Produção Nacional, Diversificação das Exportações e Substituição de Importações e tem em vista, entre outros aspectos, dinamizar a economia nacional.

Leia na íntegra o discurso do presidente angolano.

O Chefe de Estado angolano sublinhou a necessidade de se trabalhar para alcançar a auto-suficiência alimentar, com a produção dos bens básicos de maior consumo.

Nessa perspectiva, referiu que os incentivos devem ser dados aos homens e às mulheres de negócios que apostem na produção local.

“Para esses, que sejam removidas as barreiras que ainda persistem, para que tenham prioridade no acesso ao crédito e às divisas, para importação da maquinaria e das matérias-primas de que necessitam”, defendeu.

O país vem de um Estado de Emergência que se estendeu por dois meses e, desde terça-feira, vive uma fase diferente de excepção, a Situação de Calamidade Pública, que se prolongará enquanto se mantiver o risco de propagação massiva da pandemia.  

Para essa fase, foram decretadas medidas que visam garantir melhor equilíbrio entre a estratégia sanitária de prevenção e combate à covid-19 e a necessidade de se relançar, gradualmente, a atividade económica e o regresso à normalidade da vida social.

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
ChinaSociedade

Covid-19: China defende a sua gestão após críticas de especialistas

LifestyleMundo

Viveu três meses em aeroporto dos EUA porque tinha medo da covid-19

PolíticaPortugal

Proibida venda ou entrega ao postigo exceto comida e permanência em jardins

PortugalSociedade

Portugal é o país com maior número de novos casos por milhão de habitantes

Assine nossa Newsletter