"Se Brasil parar duas semanas pode evitar-se 125 mil mortes" - Plataforma Media

“Se Brasil parar duas semanas pode evitar-se 125 mil mortes”

Ali Mokdad dirige projeções do IHME, instituto usado pela Casa Branca como um dos modelos para monitorar Covid-19

Ali Mokdad dirige parte das projeções feitas pelo IHME, instituto de métrica da Universidade de Washington utilizado pela Casa Branca como um dos principais modelos para monitorar Covid-19.

Desde o meio de maio, Mokdad e sua equipe acompanham o avanço da pandemia no Brasil e suas conclusões são bastantes sombrias. Na segunda-feira (25), o instituto atualizou para cima a expectativa de mortes pela doença no país: de 88 mil para mais de 125 mil óbitos previstos até agosto.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
MundoSociedade

OMS diz que é prematuro e "não realista" pensar-se que a pandemia acabe este ano

PortugalSociedade

Mais 34 mortes e 394 novos casos nas últimas 24 horas

MundoPolítica

Governador de Nova York acusado de assédio sexual por segunda mulher

MundoPolítica

Trump fará primeiro discurso público após deixar presidência

Assine nossa Newsletter