CIRCULAÇÃO RODOVIÁRIA EM LUANDA É “CRÍTICA” - Plataforma Media

CIRCULAÇÃO RODOVIÁRIA EM LUANDA É “CRÍTICA”

 

O Comandante da Unidade de Trânsito de Luanda, superintendente chefe Catarino Roque José Silva, caraterizou o movimento rodoviário na capital do país, como “bastante crítica” devido aos atos de indisciplina praticado por automobilistas.

Em entrevista à Angop, o responsável apontou os taxistas ( candongueiros) como os maiores mentores dos constrangimentos do trânsito automóvel na cidade. Outro constrangimento, segundo o oficial, é o número reduzido de estradas secundárias e terciárias que ligam à periferia, onde vive grande parte dos citadinos.

O congestionamento, prosseguiu Catarino Roque José Silva, deve-se também devido a inexistência de alternativas em algumas zonas, principalmente nos períodos da manhã, tarde e noite, de e para casa.

Como medidas para o presente ano, a Unidade de Trânsito vai colocar o maior número de efetivo na via pública, no sentido de aumentar a fiscalização com medidas punitivas, instalar em alguns pontos cones, com vista a sinalizar os locais de paragens de embarque e desembarque para os taxistas.

Realçou que as medidas serão sempre acompanhadas com trabalho de sensibilização, aos utentes das estradas, realizado por parceiros de organismos privados, públicos e associações da sociedade civil.

Roque Silva aconselhou aos automobilistas que tenham paciência, principalmente aqueles que acordam cedo para ao serviço da periferia para o centro da cidade.

Por outro lado, acrescentou, que em muitos dos casos membros da mesma família utilizam desnecessariamente, mais de uma viatura quando se deslocam para determinados locais da cidade.

 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter