GRUPO EXCELENTE INVESTE TRÊS MILHÕES DE EUROS EM UNIDADE HOTELEIRA NA CAPITAL GUINEENSE - Plataforma Media

GRUPO EXCELENTE INVESTE TRÊS MILHÕES DE EUROS EM UNIDADE HOTELEIRA NA CAPITAL GUINEENSE

 

O empresário de Macau John Lo vai investir três milhões de euros na construção de um hotel de quatro estrelas no centro da capital guineense.

 

A investir na área agrícola há cerca de quinze anos na Guiné-Bissau, o empresário de Macau John Lo vai agora estrear-se na indústria hoteleira, com a construção de um hotel de quatro estrelas na capital do país, Bissau.

A construção do Hotel Excelente vai começar já para o ano e “deverão ser necessários entre 15 a 24 meses para estar finalizada”, avança ao Plataforma Macau o também cônsul honorário da Guiné-Bissau em Macau.

John Lo, que adquiriu o terreno de 1500 metros quadrados por 300 mil euros no centro da capital guineense, explica que o projeto “deverá ter um orçamento de cerca de três milhões de euros”.

A unidade hoteleira foi desenhada pelo arquiteto português com ligações a Macau, Ricardo Moreno, e vai ter entre 80 a 100 quartos.

“Vou todos os anos à Guiné-Bissau e sei que não têm bons hotéis. O país ainda não está muito desenvolvido e tem passado por períodos muito conturbados e com pouco investimento estrangeiro. São necessários hotéis de maior qualidade, os que existem têm entre 40 a 60 quartos”.

John Lo prevê a contratação de cerca de 150 pessoas para trabalhar no hotel, que vai contar ainda com um espaço para conferências, restaurantes e um spa. A abertura de um casino não está, por enquanto, nos planos do empresário. “Mas tenho espaço, posso fazê-lo”, admite.

John Lo adquiriu ainda um outro terreno de 900 metros quadrados no bairro do Alto Bandim para a construção de um edifício residencial. O projeto é do arquiteto de Macau Rui Leão e tem “entre 16 a 18 unidades residenciais”, nota.

“Para este projeto residencial estamos ainda a tentar negociar com os bancos locais”.

Os planos deste empresário em Macau, onde investe há mais de uma década no setor imobiliário, incluem também a construção de um hotel na Areia Preta, na zona das Portas do Cerco. O hotel de duas estrelas vai ter 140 quartos e “tem como público alvo os turistas do interior da China”.

 

Catarina Domingues

 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter