DETENÇÕES AGITAM MEIO CULTURAL - Plataforma Media

DETENÇÕES AGITAM MEIO CULTURAL

 

O escritor Tie Liu e o realizador Wang Quan’na, foram detidos esta semana – por motivos completamente diferentes

 

Tie Liu – pseudónimo de Huang Zerong – foi detido no passado domingo, em sua casa, acusado de “ter instigado conflitos e gerado problemas”, relatou à agência noticiosa AFP o seu advogado, Liu Xiaoyuan.

O escritor, que completou 81 anos em maio, é provavelmente o mais velho dissidente chinês –  já tinha passado 20 anos num centro de reeducação por se opor a Mao Zedong, o fundador do regime chinês, antes de ser reabilitado nos anos 1980.

Uma dezena de agentes policiais invadiram a sua casa e apreenderam livros e o computador. O assistente de Tie, Huang Jing, foi também detido, informou o advogado.

“A sua mulher acredita que [a detenção] está relacionada com um ensaio que escreveu recentemente” criticando o chefe da propaganda do regime, Liu Yunshan, disse também o advogado.

Tie Liu, que trabalhou como jornalista, abriu a sua própria editora, através da qual publica memórias de “direitistas”, interditas pela censura. A sua detenção já suscitou declarações de associações internacionais, como o clube de escritores americanos PEN, que exigiu a libertação imediata do autor.

“Há 60 anos que Pequim tenta reprimir as suas ideias (…) e o mais impressionante é que nunca cedeu”, declarou o diretor do programa para a liberdade de expressão daquela associação, Dominic Moran.

Para o advogado de Tie Liu, esta detenção bate um recorde, uma vez que o escritor Tie “deve ser a pessoa mais velha da China suspeita de instigar conflitos e gerar problemas”.

 

CINEASTA SUSPEITO DE CONTRATAR PROSTITUTAS

Entretanto, o conhecido realizador Wang Quan’na, vencedor do Urso de Ouro em 2007, foi detido por suspeita de “contratar serviços de prostitutas”, segundo o portal de notícias sina.com.

Wang é descrito como um dos realizadores e guionistas chineses mais importantes da atualidade, tendo já sido premiado por duas vezes no Festival de Cinema de Berlim: venceu o Urso de Ouro em 2007 com “O casamento de Tuya”, e ganhou o prémio de melhor guião em 2010 com o filme “Separados, juntos”.

Segundo as notícias hoje divulgadas, a detenção já aconteceu na semana passada, em Pequim. As autoridades detiveram também a sua mulher, Lu Moumou, de 31 anos, mas não foram cedidas mais informações.

O realizador pertence à chamada ‘sexta geração’ chinesa, que une criadores que se formaram na Academia de Cinema de Pequim e no Instituto Central de Teatro de finais dos anos 1980 a 1990.

A detenção do realizador acontece após um conjunto de várias outras detenções de pessoas ligadas ao cinema por posse e consumo de drogas.

 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter