ALI VAI JORGE E AS 40 OVELHAS - Plataforma Media

ALI VAI JORGE E AS 40 OVELHAS

 

Uma quadrilha que arranjava cartas de condução a troco de dinheiro foi apanhada no norte de Portugal. O caso envolve dezenas de pessoas, incluindo algumas aparentemente insuspeitas, como Antónia Rodrigues, uma agricultora de 72 anos. Quando enviuvou, perdeu também o homem que lhe conduzia carro e tractor. Para substituí-lo, pensou no filho, mas sabia-o incapaz de tirar a carta. Miguel Santos, um pastor de 52 anos que angariava clientes para a rede de criminosos, propôs a solução: carta a troco de 7500 euros. Antónia disse que sim, oferecendo 6300 euros e 40 ovelhas. E o bom pastor, entusiasmado com o aumento da carteira e do rebanho, aceitou. O filho da velhota, de seu nome Jorge Tomé, tinha 42 anos e era, como se adivinha, um portento de argúcia e desenvoltura. Fez o exame teórico, mas chumbou, apesar do esforço titânico dos examinadores apontando para as respostas certas. À segunda, com tudo preparado para o sucesso, lá conseguiu dominar a teoria, obtendo depois a carta. A festa ao volante durou pouco, pois a polícia já estava em campo. Quando o interrogaram, Jorge colaborou e, ao contrário da mãe e do pastor, não foi acusado. Sem dúvida impressionou os agentes com a sua inteligência.

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter