Início Desporto Dragão secou pólvora do Arsenal e Galeno cuspiu fogo no último suspiro.

Dragão secou pólvora do Arsenal e Galeno cuspiu fogo no último suspiro.

Os portugueses tinham a capacidade de cuspir fogo e os ingleses vinham bastante armados, mas a paz da mais antiga aliança do mundo parecia condenar o jogo ao nulo até que Galeno decidiu mostrar quem manda na invicta

O FC Porto venceu esta quarta-feira o Arsenal por 1-0 na primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões. Os dragões conseguiram suster o poderio da equipa britânica e até tiveram as melhores oportunidade de golo, com Galeno a tornar o jogo numa história épica já bem dentro da compensação.

A eliminatória, essa, só vai ser decidida em Londres daqui a três semanas. Sérgio Conceição apresentou o onze que tem tido mais sequência nos últimos jogos, mas com Otávio Ataíde a fazer dupla com Pepe no centro da defesa.

De resto, João Mário e Wendell foram os laterais, Alan Varela e Nico González apresentaram-se no centro do terreno e Francisco Conceição, Pepê e Galeno apareceram no apoio a Evanilson. Do lado londrino, destaque para as presenças de Cédric Soares e Fábio Vieira no banco de suplentes.

Leia mais em TSF

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!