Águia entra nos quartos da Champions com um voo imperial

por Gonçalo Lopes

Magia de Gonçalo Ramos e Rafa acabam com esperança belga ainda na primeira parte. João Mário e David Neres selam os restantes golos de uma noite histórica frente a um adversário desnorteado

Um Benfica dominador, soberano e avassalador goleou o Brugge (5-1) e confirmou o bilhete para os quartos de final da Liga dos Campeões, num estilo quase imperial. Os encarnados confirmaram que são de um patamar futebolístico bem distinto do oponente. Apesar dos cinco golos, falharam mais uma mão cheia de oportunidades, numa Luz vibrante ( mais de sessenta mil nas bancadas) com a noite europeia e um resultado histórico.
A magia de Gonçalo Ramos (uma assistência e dois golos) revelou-se decisiva na descolagem da águia, que ameaçou na fase inicial, mas só chegou aos golos perto do intervalo.

Depois, mais de 60 mil adeptos aproveitaram o espetáculo num ambiente de festa e com a equipa a deixar uma imagem intensa, alegre e com momentos de nota artística.
O Benfica entrou com tudo e a baralhar a defesa belga. João Mário, de calcanhar, aqueceu a Luz, mas o VAR cortou a euforia e, no instante seguinte, Vanaken esteve perto de iludir Vlachodimos. Uma roleta russa de emoções em face da subida e descida abruptas da temperatura nas bancadas.

Leia mais em Jornal de Notícias

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!