Polémica. Novo protocolo quer reduzir abortos em Castela e Leão e arranca hoje. Governo espanhol reagiu

por Mei Mei Wong
Carla Bernardino

Oposição alerta para coação e retrocesso nos direitos das mulheres e governo lembrar que esta legislação regional viola medidas nacionais. Medidas avançadas vão implicar proposta “imperativa” por parte dos médicos de possibilidades que levem as mulheres envolverem-se emocionalmente com o feto e a não abortarem

pexels-shvets-production-6991905

O polémico novo protocolo para reduzir o número de abortos em Castela e Leão entrará em vigor esta segunda-feira, 16 de janeiro, adiantou na sexta-feira à noite o Ministério da Saúde daquela região, confirmando o imediatismo expresso pelo líder regional do Vox.

Leia mais em: Delas

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!