Elétrica moçambicana perdeu 74 milhões este ano devido ao roubo de energia

por Gonçalo Lopes

A empresa estatal Eletricidade de Moçambique (EDM) perdeu cerca de cinco mil milhões de meticais (74 milhões de euros) este ano devido ao roubo de energia no país, anunciou hoje o presidente do conselho de administração.

“Temos registado, a níveis alarmantes, o índice crescente de roubo de energia, tanto por clientes domésticos, como por grandes clientes”, disse Marcelino Gildo, durante uma cerimónia de atribuição de prémios a jornalistas num concurso promovido pela empresa.

Além do roubo de energia, a EDM perdeu ainda este ano, cerca de 41 milhões de meticais (605 mil euros) em resultado de 265 casos de vandalização de infraestruturas elétricas registados no país.

Somados os prejuízos do roubo de energia e vandalização de infraestruturas elétricas registados nos últimos quatro anos, a instituição “perdeu a oportunidade de fornecer energia” a mais de 500.000 novos clientes, referiu Marcelino Gildo.

Segundo a EDM, a situação constitui-se num dos “maiores desafios” da empresa, uma vez que “começa a comprometer o alcance da meta de acesso universal à energia a todos os moçambicanos até 2030”.

*Com Lusa

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!