Serviços mínimos para greve na TAP abrangem ilhas e países lusófonos - Plataforma Media

Serviços mínimos para greve na TAP abrangem ilhas e países lusófonos

Comunidades portuguesas também estão incluídas nos voos que os trabalhadores da companhia terão de assegurar nos próximos dias 8 e 9

Os serviços mínimos para a greve dos tripulantes de cabine da TAP, marcada para quinta e sexta-feira, abrangem as regiões autónomas, os países lusófonos e zonas com emigrantes portugueses, segundo um acórdão publicado nesta segunda-feira.

Assim, de acordo com o documento, publicado no ‘site’ do Conselho Económico e Social, o Tribunal Arbitral decidiu que terão de ser assegurados três voos diários e ida e volta para os Açores, “sendo dois para Ponta Delgada e um para a Terceira” e “dois voos diários de ida e volta para a Região Autónoma da Madeira”.

No que diz respeito à restante operação, o acórdão definiu um voo de ida e volta em cada um dos dias da greve para: Angola, Brasil (São Paulo), França, Bélgica, Luxemburgo, Reino Unido, Alemanha e Suíça.

No documento estabelece-se ainda que terão de ser realizados um voo de ida em todo o período desta greve para a Guiné-Bissau, Moçambique e Cabo Verde.

Leia mais em: Dinheiro Vivo

Assine nossa Newsletter