Início Lifestyle Três razões que levam Carlos III a querer trazer Harry e Meghan de volta à família real

Três razões que levam Carlos III a querer trazer Harry e Meghan de volta à família real

Carla Bernardino

Trabalho a mais para menos elementos da família real é apenas um dos motivos que terá levado Carlos III a dar os títulos de príncipes aos filhos a Harry e Meghan, mesmo depois de os Duques terem abandonado as funções reais. Mas há mais. O que dizem os especialistas

O primeiro discurso do novo monarca britânico, na sexta-feira, 9 de setembro, não esqueceu o filho Harry e a mulher, Meghan Markle. “Gostaria também de expressar o meu amor por Harry e Meghan, à medida que eles continuam a construir as suas vidas do outro lado do oceano”, afirmou Carlos III na emotiva mensagem de nove minutos.

Mesmo lembrando o trabalho que desenvolvem do outro lado do Atlântico e sem funções reais desde janeiro de 2020 – por decisão dos Duques de Sussex -, Carlos III parece quer reunir a família à sua volta. Aliás, fez questão de dar título aos filhos de Meghan e Harry: príncipes Archie e Lillibet. “Podia não o fazer (uma vez que os Duques saíram da família real), mas fez”, lembra o antigo embaixador e especialista em famílias reais europeias José Bouza Serrano

Porque tomou, então, Carlos III essa decisão? O especialista evoca ao Delas.pt três razões. “Carlos III precisa dos filhos e dos netos, a família real vai reduzir muitíssimo. Recorde-se que todos os primos da rainha passam a ser família do rei, mas não família real. E todos os elementos contam para momentos oficiais e até para surgirem à varanda de Buckingham”, antecipa Bouza Serrano.

Leia mais em Delas

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!