Covid-19: OMS contra uso de dois medicamentos em casos leves ou moderados - Plataforma Media

Covid-19: OMS contra uso de dois medicamentos em casos leves ou moderados

Os medicamentos fluvoxamina e colchicine não são recomendados para doentes com covid-19 leve ou moderada, alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS), que aponta falta de dados sobre os benefícios dos fármacos nessas situações

O alerta de um grupo internacional de peritos da OMS foi publicado ontem no British Medical Journal (BMJ), recordando que também não foi feita qualquer recomendação para estes medicamentos específicos para tratar casos de covid-19 grave ou crítica.

De acordo com o Grupo de Desenvolvimento de Orientações da organização, o antidepressivo fluvoxamina e o colchicine, utilizado para tratamento da gota, podem implicar “potenciais danos”, apesar de terem recebido “um interesse considerável como potenciais tratamentos para a covid-19 durante a pandemia”.

“As recomendações de ontem contra a sua utilização refletem a incerteza sobre a forma como os fármacos produzem um efeito no corpo”, assim como provas de “pouco ou nenhum efeito” sobre a redução do risco de hospitalização e da necessidade de ventilação mecânica, referiu a OMS em comunicado.

Leia mais sobre o assunto em: OMS recomenda dois novos tratamentos

A recomendação da OMS contra o uso de fluvoxamina, exceto em ensaios clínicos, baseia-se em dados de três ensaios envolvendo mais de 2.000 doentes, e o conselho contra a utilização da colchicine resulta de sete ensaios envolvendo 16.484 pessoas.

O painel, que inclui especialistas de todo o mundo, observou ainda que nenhum dos estudos incluiu crianças, no entanto, consideram não existir razão para crer que os doentes de covid-19 desta faixa etária responderiam de forma diferente ao tratamento com fluvoxamina ou colchicine.

As recomendações de ontem publicadas fazem parte de uma orientação desenvolvida pela OMS com o apoio metodológico da Magic Evidence Ecosystem Foundation, para fornecer orientações sobre a gestão da covid-19 e ajudar os médicos a tomar melhores decisões sobre o tratamento da doença provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2.

Related posts
MundoSociedade

Covid-19: Bruxelas chega a acordo com Moderna sobre entrega de novas doses

Sociedade

Quarentena já não é obrigatória na Áustria para casos positivos

Sociedade

Estudos apontam mercado de Wuhan na China como início da Covid-19

MundoPolítica

COVID-19: OMS alerta para "outono e inverno difíceis" na Europa

Assine nossa Newsletter