Príncipe André será julgado por abuso sexual nos EUA - Plataforma Media

Príncipe André será julgado por abuso sexual nos EUA

O juiz norte-americano Lewis Kaplan recusou arquivar o caso onde o príncipe André, filho da Rainha Isabel II, é acusado de ter agredido sexualmente Virginia Giuffr, que alega ter sido levada dos EUA para Inglaterra, aos 17 anos, para ser forçada a ter sexo com o monarca inglês, em 2001.

Envolvido num dos maiores escândalos sexuais da atualidade, o príncipe André viu a oportunidade de enterrar o processo movido contra ele cair por terra, após a recusa do juiz de Nova Iorque em arquivar o caso.

A decisão foi conhecida esta quarta-feira e tomada tendo em consideração os argumentos dos advogados do duque de York e da mulher que o acusa de abusos sexuais, Virginia Giuffre. A defesa de André acreditava que o processo iria ser rejeitado devido à quebra de um acordo que a alegada vítima assinou com o agressor sexual condenado Jeffrey Epstein, em 2009. O acordo confidencial, divulgado na semana passada, impedia Virginia de divulgar os nomes dos envolvidos no escândalo, sendo assim impossível que estes fossem julgados. Apesar do duque de York não ser especificado no acordo, a defesa alegava que o nome deste era extensível ao que ficou definido entre Giuffre e Epstein.

Leia mais em Jornal de Notícias

Assine nossa Newsletter