Angola: Detetados 15 mil processos falsos para obtenção de cidadania

Angola: Detetados 15 mil processos falsos para obtenção de cidadania

Mais de 15 mil processos falsos de obtenção de cidadania angolana foram remetidos à justiça em 2021, anunciou o Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, segundo o qual “existe grande apetência” de estrangeiros para obterem de forma fraudulenta os documentos

Conhecidos mais de 15 mil processos falsos para obtenção cidadania. Segundo o director Nacional de Identificação, Registos e Notariado do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos de Angola, Carlos Cavuquila, os processos fraudulentos interceptados no ano passado foram sobretudo de cidadãos da África Central e Ocidental.

“Claro que alguns fogem, há muita apetência de estrangeiros a quererem, fraudulentamente, ter acesso à documentação oficial angolana para daí catapultarem-se para outros países onde Angola é respeitada”, disse citado pela Rádio Nacional de Angola.

Leia também: Cidadania angolana chega a mais de 5 milhões de pessoas

Carlos Cavuquila, que falava por ocasião do Dia do Identificador Angolano, que hoje se assinala, fez saber ainda que o órgão ministerial “ganhou uma distinção internacional” pelo trabalho que desenvolve sobre a massificação e atribuição do bilhete de identidade aos cidadãos nacionais.

Angola, desde 5 de Janeiro de 1976 até a presente data, contabiliza 12,2 milhões de cidadãos activos na base de dados com o bilhete de identidade funcional num universo de 17,5 milhões de processos que tramitaram no sistema, sublinhou.

Leia mais em Jornal de Angola

Related posts
ChinaHong Kong

Ativista pró-independência Edward Leung libertado

MundoPolítica

Líder de grupo de ultradireita é indiciado por invasão ao Capitólio

Hong KongPolítica

Mais dez meses de prisão para promotora da vigília de Tiananmen

FuturoLifestyle

Ex-promessa do Silicon Valley é considerada culpada em julgamento

Assine nossa Newsletter