ONU em Timor-Leste para avaliar necessidades para ciclo eleitoral

ONU em Timor-Leste para avaliar necessidades para ciclo eleitoral

Uma missão de avaliação da ONU está em Timor-Leste para determinar eventuais necessidades de apoio para o novo ciclo eleitoral no país, que inclui eleições já em 2023

“Trata-se de uma missão de avaliação das necessidades para as eleições. As autoridades eleitorais em Timor-Leste trabalham bem e o país tem uma excelente reputação na realização de atos eleitorais, mas estamos disponíveis para dar o apoio que possa ser necessário”, disse à Lusa o coordenador residente da ONU em Timor-Leste, Roy Trivedy.

A ONU está em Timor-Leste e verifica as potenciais necessidades a nível eleitoral. A missão, que tem marcadas reuniões com responsáveis eleitorais, do Governo, da sociedade civil e dos partidos políticos timorenses, inclui um representante de Nova Iorque, um de Bruxelas e um de Banguecoque e vai elaborar um relatório sobre potenciais carências e necessidades de apoio.

“Vamos ouvir as várias partes sobre as necessidades que possam existir para as eleições presidenciais e legislativas, para que possamos contribuir para eleições livres, justas e aceites por todos”, explicou.

Em eleições passadas, a ONU apoiou a realização com material de votação, incluindo a tinta usada para marcar os dedos dos eleitores, e prestou apoio técnico especializado.

Um dos projetos prestes a arrancar vai servir para garantir eleições seguras no quadro da pandemia da covid-19, financiado pelo Japão e a implementar pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), referiu Trivedy.

Related posts
MundoPolítica

Maduro chama observadores eleitorais da UE de 'inimigos' e 'espiões'

MundoPolítica

Mais de 350.000 militares e policiais vigiam as eleições na Venezuela

Mundo

Após COP26, mundo deve adotar ações rápidas para evitar catástrofe

ChinaPolítica

Como fica a nova dinâmica EUA-China com acordo climático

Assine nossa Newsletter