Xi Jinping adverte que mundo sofrerá em caso de confronto

Xi Jinping adverte que mundo sofrerá em caso de confronto

O Presidente chinês, Xi Jinping, disse ao homólogo norte-americano, Joe Biden, numa conversa telefónica, que os dois países e o mundo “sofrerão” em caso de confronto entre a China e os Estados Unidos

“Quando a China e os Estados Unidos trabalham juntos, os países e o mundo beneficiam, mas ambos os países e o mundo sofrerão se os dois países se confrontarem”, sublinhou Xi, de acordo com um comunicado difundido pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros da China. “A política dos EUA em relação à China tem causado sérias dificuldades ao relacionamento” entre as duas potências, acrescentou o secretário-geral do Partido Comunista Chinês.

Foi a segunda conversa por telefone entre os líderes das duas maiores economias do mundo, desde que Joe Biden assumiu a presidência dos Estados Unidos, no início do ano.

Em comunicado, a Casa Branca disse que os “dois líderes tiveram uma discussão ampla e estratégica, na qual abordaram áreas em que os interesses convergem e áreas em que os interesses, valores e perspectivas divergem”.

Os Estados Unidos manifestaram vontade que os dois lados possam trabalhar juntos em questões de interesse mútuo, incluindo as alterações climáticas e a prevenção de uma crise nuclear na península coreana, apesar das crescentes diferenças.

Antes da conversa por telefone, um responsável do executivo norte-americano, citado pela agência de notícias Associated Press (AP), disse que a Casa Branca não estava satisfeita com os contactos iniciais com Pequim.

Xi Jinping adverte que mundo sofrerá com um confronto e um responsável, que pediu o anonimato, disse que a Casa Branca esperava que a conversa entre os dois líderes fosse benéfica.

Leia mais em Hoje Macau

Related posts
MundoPolítica

EUA afirmam que ataque de drone em Cabul matou 10 civis

Futuro

Turistas espaciais americanos passam primeiro dia em órbita

ChinaPolítica

Muçulmanos apelam a boicote à Hilton devido a projeto na região uigur

MundoPolítica

UE sem informação sobre pacto entre Reino Unido, EUA e Austrália

Assine nossa Newsletter